Um blog de recortes e de textos sobre a forma mais sensível de amar, o amor que nasce da amizade, além de outros textos sobre amor, amizade e relacionamentos entre amigos.
30
Jun 11
publicado por AmorAmigo, às 02:01link do post | comentar

Denisse Hernández é blogueira do Yahoo!Argentina Mujer. Tem 25 anos e mantém a coluna "Entre Amigas".

 

Em 30 de dezembro de 2010, ela postou um interessante artigo chamado "Dónde están los hombres". Vou transcrever em espanhol:

 

No falla, mujer soltera con la que platico, mujer que se queja de lo difícil que es encontrar un hombre que valga la pena en este tiempo.
 

Supongo que hay factores que efectivamente, reducen un poco las opciones, por ejemplo los hombres gays, los adictos al trabajo o los que ya tienen pareja (si, esos también) quedan fuera de la lista.
 

Aunque en realidad, creo que en realidad es un problema más bien ocular, de no ‘querer verlos’ aunque muchas mujeres se quejan de que no hay buenos hombres, la verdad es que yo misma he visto que, cuando conocen a alguno bueno, ni lo registran, lo pasan por alto y en cambio, se fijan en aquel tipo arrogante que se siente ‘la última coca del desierto’ y que las trata como ‘chancla’ porque sólo piensa en él mismo.

 

É isso, amigas. Vamos esquecer essa história de química e construir uma relação? Uma relação AmorAmigo?

 

Clique aqui para ler que Denisse conhece uns dez homens bons e disponíveis.


28
Jun 11
publicado por AmorAmigo, às 05:02link do post | comentar

Eu acho sempre muito engraçado, principalmente as mulheres, falarem que "com fulano, não rolou química".

 

E eu acho engraçado porque conheço inúmeros casos, incluindo todos os meus, em que nada rolou no início.

 

O meu amor maior demorou mais de seis anos para cair nos meus braços. E em circunstâncias em que não havia química, curiosamente. Só encontramos grande afinidade sensual e sexual depois de um bom tempo de namoro, coisa de quase um ano.

 

Outro caso foi o de um rápido namoro, uns meses. Pois não é que surgiu a paixão na menina depois de três anos do ocorrido? Percebi nela um arrependimento por ter exigido uma química impossível, uma coisa superficial de um cara que não é superficial.

 

Com AmorAmigo a química aparece sempre. Demora, mas aparece, porque ela é muito mais racional, muito mais controlável e construída do que a maioria pensa...


26
Jun 11
publicado por AmorAmigo, às 04:50link do post | comentar

Bringing Me Down To My Knees
Roxette
Composição: Per Gessle

 

http://letras.terra.com.br/roxette/34516/

 

Been thinking about you
Whithout even trying, I've done it
There's something about you
I can't put my finger on it

 

Monday was fine and
I was on a high
Oh you thrilled me
I should be alright
but Friday I died when you killed me

 

You're bringing me down to my knees, oh oh
Love me forever or baby, just let it go, oh oh
I'm begging you please to ease
allow your feelings to show, oh oh
You're bringing me down to my knees
'cause I love you so
 

If your love is strong
I want to be so sure about it
Oh is it all wrong to go
on talking about it?

 
Monday was fine, yeah the hours went by
like a summer breeze
But way down the line
you might make up your mind and
it's time to freeze

 

You're bringing me down to my knees, oh oh
Love me forever or baby, just let it go, oh oh
I'm begging you please to ease
allow your feelings to show, oh oh
You're bringing me down to my knees
'cause I love you so


24
Jun 11
publicado por AmorAmigo, às 04:33link do post | comentar

Há algumas semanas, o Supremo Tribunal Federal brasileiro reconheceu a possibilidade de união civil entre pessoas, independentemente do sexo.

 

Notícia extremamente positiva no sentido da verdadeira inclusão.

 

No entanto, lamentavelmente, o preconceito persiste.

 

No fim do ano passado, por exemplo, um professor universitário de Teresina (PI) resolveu destilar o seu veneno em uma prova e acabou demitido:

 

http://www1.folha.uol.com.br/saber/844192-apos-prova-considerada-homofobica-centro-academico-estuda-adotar-nome-de-aluna.shtml

 

Será que a inocência social e biológica dessas pessoas é tão grande a ponto de achar normal a banalização do sexo, desde que heterossexual, e anormal o AmorAmigo homossexual?

 

Parece que sim...


22
Jun 11
publicado por AmorAmigo, às 04:18link do post | comentar

Encontrei, por estes dias, um site muito interessante, que foi de onde retirei a citação de anteontem:

 

http://www.citador.pt

 

Eis que leio Jean de la Bruyère. Conhece? Eu também não conhecia. Vejamos:

 

O amor começa pelo amor; não se pode passar de uma forte amizade senão para um amor fraco.

 

Ok, questão de opinião, da qual este blog diverge em absoluto.

 

Fui ver quantas vezes o sujeito casou na vida. Segundo a Wikipédia em espanhol: "La Bruyère murió célibe y pobre".

 

Além de solteiro e pobre de posses, pobre de um amor verdadeiro... Coitado...

 

 


20
Jun 11
publicado por AmorAmigo, às 04:11link do post | comentar

Já dizia Fernando Pessoa em seu "Livro do Desassossego":

 

O amor romântico é como um traje, que, como não é eterno, dura tanto quanto dura; e, em breve, sob a veste do ideal que formámos, que se esfacela, surge o corpo real da pessoa humana, em que o vestimos. O amor romântico, portanto, é um caminho de desilusão. Só o não é quando a desilusão, aceite desde o príncipio, decide variar de ideal constantemente, tecer constantemente, nas oficinas da alma, novos trajes, com que constantemente se renove o aspecto da criatura, por eles vestida.

 

Não deixe o amor esfacelar: torne-o AmorAmigo!


18
Jun 11
publicado por AmorAmigo, às 04:07link do post | comentar

Have I Told You Lately
Van Morrison

Composição: Van Morrison

 

http://letras.terra.com.br/van-morrison/41548/

 

Have I Told You Lately that I love you?
Have I told you there's no one else above you?
Fill my heart with gladness, take away all my sadness,
Ease my troubles, that's what you do.

 
For the morning sun in all it's glory,
Meets the day with hope and comfort too,
You fill my life with laughter, somehow you make it better,
Ease my troubles, that's what you do.

 
There's a love less defined,
And it's yours and it's mine,
Like the sun.
And at the end of the day,
We should give thanks and pray,
To The One, to The One.

 
Have I Told You Lately that I love you?
Have I told you there's no one else above you?
Fill my heart with gladness, take away all my sadness,
Ease my troubles, that's what you do.

 
There's a love less defined,
And its yours and its mine,
Like the sun.

 

And at the end of the day,
We should give thanks and pray,
To The One, to The One.

 
Have I Told You Lately That I Love you?
Have I told you there's no one else above you?
Fill my heart with gladness, take away all my sadness,
Ease my troubles, that's what you do.

 

Take away all my sadness, fill my life with gladness,
Ease my troubles, that's what you do.

 

Take away all my sadness, fill my life with gladness,
Ease my troubles, that's what you do.


16
Jun 11
publicado por AmorAmigo, às 03:53link do post | comentar

Artigo traduzido do jornal "The New York Times" fala sobre a falta de relação direta entre autoconhecimento e felicidade.

 

http://noticias.uol.com.br/ultnot/cienciaesaude/ultimas-noticias/2011/01/24/autoconhecimento-pode-nao-trazer-felicidade-diz-psiquiatra.jhtm

 

Embora alguns terapeutas defendam a ideia, de fato, não se pode fazer correlação entre coisas tão distintas.

 

Eu considero ter um alto grau de autoconhecimento sobre, por exemplo, os meus desejos. Mas isto não faz a realização destes desejos ficar mais próxima.

 

Desejo amizades fiéis, desejo ter uma mulher para compartilhar AmorAmigo, mas saber disto não traz estas pessoas a mim.

 

Daí se vê que o mundo não é feito de soluções fáceis...

 


14
Jun 11
publicado por AmorAmigo, às 03:44link do post | comentar

Reportagem sobre carros no UOL (pelo InfoMoney) trata da "hora certa de trocar de carro":

 

http://economia.uol.com.br/ultimas-noticias/infomoney/2011/02/04/como-saber-se-e-a-hora-certa-de-trocar-de-carro.jhtm

 

Conclusão: brasileiro troca de carro a cada dois anos, mesmo sendo financeiramente desvantajoso na imensa maioria dos casos, apenas para ter o modelo novo na garagem... Eta, consumismo desenfreado!

 

E trocar de parceiro? Por incrível que pareça, tenho ouvido cada vez mais uma bobagem ofensiva do tipo "já está na hora de eu trocar de namorado". Como se houvesse hora. Como se o tempo, e não o fim do amor e do compromisso, determinassem o fim da relação.

 

Que a sorte me livre de me enamorar de uma pessoa assim! Sou mais AmorAmigo!


12
Jun 11
publicado por AmorAmigo, às 03:35link do post | comentar

Hoje, no Brasil, é comemorado o dia dos namorados.

 

Só posso aproveitar para desejar aos casais amigos muito AmorAmigo.

 

Atribui-se a Bob Marley o seguinte:

 

"Os homens pensam que possuem uma mente, mas é a mente que os possui. Há pessoas que amam o poder, e outras que tem o poder de amar".

 

Feliz dia dos namorados àqueles que sabem amar!


10
Jun 11
publicado por AmorAmigo, às 03:32link do post | comentar

Amor Amigo
Sampa Crew
Composição: JC Sampa

 

http://letras.terra.com.br/sampa-crew/100097/

 

"Me sinto assim tão só toca o telefone
Atendo é sua voz que me invade e vem sem dó
Dizendo que quer conversar comigo
Considera que eu sou o seu melhor amigo
Fico muito triste pois agora eu sei
Sinto algo bem mais forte eu me apaixonei
Vivo a indecisão de um grande impasse
Se devo prosseguir em meu disfarce
Ou se devo logo confessar toda a verdade
Assim...
O que eu quero é o seu amor
Não apenas amizade, o seu calor
Quero ser o seu amor, não apenas seu amigo
Vai ser tão bom

 

Se uma estrela cadente o céu cruzasse ai
Eu sem hesitar iria pedir
Que ela me olhasse como eu a vejo
E correspondesse aos meus desejos
De me dar um longo abraço beijo, carinho
Porque tem que ser tão distante o caminho
Sei que a qualquer momento não vou resistir
Quero me entregar mas não me iludir
Prefiro sonhar que a tenho de verdade
Do que perdê-la totalmente na realidade
O que eu quero é o seu amor
Não apenas amizade, o seu calor
Quero ser o seu amor, não apenas seu amigo
Vai ser tão bom"


08
Jun 11
publicado por AmorAmigo, às 03:20link do post | comentar

No blog do Ailton Amélio (quem acompanha o blog já o conhece), saiu há algumas semanas uma postagem muito interessante sobre a superficialização dos relacionamentos.

 

http://ailtonamelio.blog.uol.com.br/arch2011-05-01_2011-05-31.html#2011_05-02_11_54_59-148070539-0

 

Vou reproduzir as passagens que, confesso, não escreveria melhor, apesar da angústia que sinto ao olhar ao redor e ver que ninguém mais é "como antigamente" (e olha que nem sou tão antigo assim!):

 

Amizades

 

Aquela AMIZADE “para o que der e vier” que havia em outras eras, agora ficou reduzida ao “apoio moral” e ao “torcendo por você”. Agora vale o ditado: “Amigos... amigos. Negócios à parte”. Aquilo que agora chamamos de amizade, é uma versão reduzida e minguada da AMIZADE que era valorizada em outras épocas. Atualmente a prioridade é a realização pessoal. As outras relações têm uma importância muito pequena perto dessa prioridade puramente individualista.

 

Relacionamentos amorosos

 

O compromisso é o ingrediente mais estável de um relacionamento amoroso. O amor é bastante instável. Em certos dias estamos morrendo de amor e em outros estamos preocupados com outros assuntos e pensamos pouco no amado. A intimidade passa por grandes oscilações. Se baseássemos na quantidade de amor que sentimos pelos parceiros amorosos e nas motivações para trocar intimidades com eles, nos separaríamos várias vezes e voltaríamos a nos casar com eles várias vezes por mês, senão por semana e, talvez, por dia. Isso não acontece porque sabemos que estes ingredientes são voláteis. O que é mais duradouro é o compromisso. Estes três ingredientes afetam-se mutuamente. Por exemplo, a sensação de compromisso diminui quando a intimidade, o amor e o desejo sexual deixam de existir por muito tempo.

 

(Ailton Amélio acaba por concluir que hoje, existem "facilidades" para a rápida destruição do compromisso: ambiente de trabalho sexualmente misto, divórcios rápidos, pactos financeiros antenupciais, oportunidades novas de traição sexual...)

 

As duas coisas estão relacionadas, amizades e relacionamentos, e a palavra é compromisso. É esse aí que está em falta. O resto é espuma.

 


06
Jun 11
publicado por AmorAmigo, às 03:08link do post | comentar

Está aqui no Blog do Vinícius, colunista da Folha de S.Paulo:

 

http://blogdovinicius.folha.blog.uol.com.br/arch2011-01-01_2011-01-31.html#2011_01-09_17_31_29-133507641-0

 

78% dos franceses preocupam-se com a solidão, segundo pesquisa de um jornal católico.

 

A arquidiocese de Paris faz campanha contra a solidão.

 

As igrejas andam cada vez mais vazias, e as pessoas não vão a elas nem para socializar...

 

Parece um paradoxo: se cada vez estamos mais conectados por "redes sociais", por que razão nos sentimos sós?

 

Não é nada paradoxal e já foi dito aqui: as relações na rede social são vazias de confiança e de comprometimento.


04
Jun 11
publicado por AmorAmigo, às 03:00link do post | comentar

Os físicos, para representarem o fenômeno da imprevisibilidade de ocorrência de alguma coisa, inventaram uma alegoria chamada "gato de Schrödinger".

 

Trata-se de um hipotético gato, fechado com veneno dentro de uma caixa.

 

Se o gato tomou o veneno, está morto. Se não o tomou, está vivo.

 

Mas como saber o que aconteceu se a caixa é fechada? Impossível.

 

Neste caso, diz-se que o gato está num estado intermediário, "morto-vivo".

 

É mais ou menos assim que eu me sinto agora, conhecendo uma simpática moça pela internet.

 

Evito saber se recebi resposta da moça de manhã. Deixo mais para o fim do dia.

 

Assim, consigo passar o expediente com um relacionamento "morto-vivo". Uma meia namorada, meia nada.

 

Melhor do que constatar que o gato está morto bem na hora de ir trabalhar...


02
Jun 11
publicado por AmorAmigo, às 04:34link do post | comentar

Tudo sobre você
Zélia Duncan
Composição: John Ulhoa e Zélia Duncan

 

http://letras.terra.com.br/zelia-duncan/1490085/


Queria descobrir
Em 24 horas tudo o que você adora
Tudo o que te faz sorrir
E num fim de semana
Tudo o que você mais ama
E no prazo de um mês
Tudo o que você já fez
É tanta coisa que eu não sei
Não sei se eu saberia
Chegar até o final do dia sem você

 

E até saber de cor
No fim desse semestre
O que mais te apetece
O que te cai melhor
Enfim eu saberia
365 noites bastariam
Pra me explicar por que
Como isso foi acontecer
Não sei se eu saberia
Chegar até o final do dia sem você

 

Por que em tão pouco tempo
Faz tanto tempo que eu te queria


mais sobre mim
Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
15
17

19
21
23
25

27
29


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO